Posts Tagged ‘Caça às bruxas no cinema’

Versátil – Lançamentos-Out/18

2 de outubro de 2018

www.dvdversatil.com.br (Site)

www.versatilhv.com.br (Loja)

A Versátil apresenta CAÇA ÀS BRUXAS NO CINEMA, digistack com 2 DVDs que reúne 4 clássicos de diversos países sobre a caça às bruxas em inéditas versões restauradas, das torturas da inquisição espanhola ao famoso julgamento de “bruxas” em Salem, passando por brutais perseguições na Inglaterra e na Morávia. Quase uma hora de extras, incluindo um especial sobre o tema. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

AS VIRGENS DE SALEM (Les Sorcières de Salem, França, 1957, 146 min.)
De Raymond Rouleau. Com Simone Signoret, Yves Montand, Jean Debucourt.
Nova Inglaterra, 1692. A histeria toma conta da cidade de Salem quando membros da comunidade são acusados de prática de bruxaria. Com roteiro de Jean-Paul Sartre, essa foi a primeira adaptação da peça “As Bruxas de Salem”, de Arthur Miller.

INQUISIÇÃO (Inquisición, Espanha, 1978, 90 min.)
De Paul Naschy. Com Paul Naschy, Daniela Giordano, Mónica Randall.
Durante a Inquisição na Espanha, um violento inquisidor se apaixona por uma camponesa, sem desconfiar de suas maléficas intenções. Estreia na direção do lendário Jacinto Molina (Paul Naschy), o maior astro do terror espanhol.

 

Disco 2

O CAÇADOR DE BRUXAS (Witchfinder General, Inglaterra, 1968, 87 min.)
De Michael Reeves. Com Vincent Price, Ian Olgivy, Rupert Davies.
Durante a Guerra Civil Inglesa, um jovem soldado tenta pôr fim nas crueldades de Matthew Hopkins, um sádico caçador de bruxas. Vincent Price tem uma das melhores atuações da carreira nesse influente filme de terror.

O MARTELO DAS BRUXAS (Kladivo na Čarodějnice, Rep. Tcheca, 1970, 107 min.)
De Otakar Vávra. Com Vladimir Smeral, Elo Romancik, Josef Kemr.
Baseando-se em registros históricos dos julgamentos de “bruxas” numa cidade tcheca entre 1678 a 1695, Otakar Vávra, um dos expoentes da nouvelle vague tcheca, realizou uma obra alegórica e inesquecível sobre a intolerância religiosa.

 

A Versátil apresenta CLÁSSICOS SCI-FI VOL. 5, digistack com 3 DVDs que reúne 6 filmes de ficção-cientifica, incluindo as inéditas versões restauradas dos excelentes “Alphaville” e “eXistenZ”, dos mestres Jean-Luc Godard e David Cronenberg, além de uma hora e meia hora de extras, com destaque para muitos especiais sobre esses dois cults do cinema. Edição Limitada com 6 cards.

 

Disco 1

ALPHAVILLE (Alphaville, une Étrange Aventure de Lemmy Caution, 1965, 99 min.)
De Jean-Luc Godard. Com Eddie Constantine, Anna Karina, Akim Tamiroff.
O agente Lemmy Caution chega a Alphaville, com a missão de destruir a inteligência artificial que comanda a cidade. Em sua única incursão pela ficção-científica, Godard realiza um fascinante tech noir (filme noir futurista).

WEST WORLD – ONDE NINGUÉM TEM ALMA (Westworld, 1973, 89 min.)
De Michael Crichton. Com Yul Brynner, Richard Benjamin, James Brolin.
Dois amigos vão passar férias num parque temático que recria, com robôs, o Velho Oeste. Tudo vai bem até que uma das máquinas sai do controle… O escritor Michael Crichton (“Jurassic Park”) dirigiu esse clássico que deu origem à série de TV.

 

Disco 2

EXISTENZ (Idem, 1999, 97 min.)
De David Cronenberg. Com Jude Law, Jennifer Jason Leigh, Ian Holm.
Perseguida por fanáticos religiosos, uma designer de games de realidade virtual precisa se refugiar no seu revolucionário jogo eXistenZ. Cronenberg mais uma vez explora magistralmente as fronteiras natural/artificial e humano/mecânico.

É PROIBIDO PROCRIAR (Z.P.G., 1972, 95 min.).
De Michael Campus. Com Oliver Reed, Geraldine Chaplin, Don Gordon.
Num futuro distante, o mundo está superpovoado e poluído. Desesperados, os países proíbem nascimentos por 30 anos. Porém, um casal tem um bebê. Interessante distopia inglesa que antecipa “Fuga no Século 23”.

 

Disco 3

A DECADÊNCIA DE UMA ESPÉCIE (The Handmaid’s Tale, 1990, 109 min.)
De Volker Schlöndorff. Com Natasha Richardson, Faye Dunaway, Aidan Quinn.
A poluição tornou 99% da população da Terra estéril. Uma jovem fértil é forçada a servir sexualmente um comandante, que deseja engravidá-la. Primeira adaptação de “O Conto da Aia” (“The Handmaid’s Tale”), de Margaret Atwood.

O DIABO, A CARNE E O MUNDO (The Devil, the Flesh and the World, 1959, 94 min.)
De Ranald MacDougall. Com Harry Belafonte, Inger Stevens, Mel Ferrer.
Após ficar dias preso numa mina devido a um deslizamento, homem descobre, ao sair, que a humanidade foi dizimada por um holocausto nuclear. Com forte comentário racial, este é um dos primeiros filmes pós-apocalípticos do cinema

 

Versátil – Em breve-Set/18

1 de setembro de 2018

www.dvdversatil.com.br (Site)

www.versatilhv.com.br (Loja)

 

A Versátil apresenta CAÇA ÀS BRUXAS NO CINEMA, digistack com 2 DVDs que reúne 4 clássicos de diversos países sobre a caça às bruxas em inéditas versões restauradas, das torturas da inquisição espanhola ao famoso julgamento de “bruxas” em Salem, passando por brutais perseguições na Inglaterra e na Morávia. Quase uma hora de extras, incluindo um especial sobre o tema. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

AS VIRGENS DE SALEM (Les Sorcières de Salem, França, 1957, 146 min.)
De Raymond Rouleau. Com Simone Signoret, Yves Montand, Jean Debucourt.
Nova Inglaterra, 1692. A histeria toma conta da cidade de Salem quando membros da comunidade são acusados de prática de bruxaria. Com roteiro de Jean-Paul Sartre, essa foi a primeira adaptação da peça “As Bruxas de Salem”, de Arthur Miller.

INQUISIÇÃO (Inquisición, Espanha, 1978, 90 min.)
De Paul Naschy. Com Paul Naschy, Daniela Giordano, Mónica Randall.
Durante a Inquisição na Espanha, um violento inquisidor se apaixona por uma camponesa, sem desconfiar de suas maléficas intenções. Estreia na direção do lendário Jacinto Molina (Paul Naschy), o maior astro do terror espanhol.

 

Disco 2

O CAÇADOR DE BRUXAS (Witchfinder General, Inglaterra, 1968, 87 min.)
De Michael Reeves. Com Vincent Price, Ian Olgivy, Rupert Davies.
Durante a Guerra Civil Inglesa, um jovem soldado tenta pôr fim nas crueldades de Matthew Hopkins, um sádico caçador de bruxas. Vincent Price tem uma das melhores atuações da carreira nesse influente filme de terror.

O MARTELO DAS BRUXAS (Kladivo na Čarodějnice, Rep. Tcheca, 1970, 107 min.)
De Otakar Vávra. Com Vladimir Smeral, Elo Romancik, Josef Kemr.
Baseando-se em registros históricos dos julgamentos de “bruxas” numa cidade tcheca entre 1678 a 1695, Otakar Vávra, um dos expoentes da nouvelle vague tcheca, realizou uma obra alegórica e inesquecível sobre a intolerância religiosa.

 

A Versátil apresenta CLÁSSICOS SCI-FI VOL. 5, digistack com 3 DVDs que reúne 6 filmes de ficção-cientifica, incluindo as inéditas versões restauradas dos excelentes “Alphaville” e “eXistenZ”, dos mestres Jean-Luc Godard e David Cronenberg, além de uma hora e meia hora de extras, com destaque para muitos especiais sobre esses dois cults do cinema. Edição Limitada com 6 cards.

 

Disco 1

ALPHAVILLE (Alphaville, une Étrange Aventure de Lemmy Caution, 1965, 99 min.)
De Jean-Luc Godard. Com Eddie Constantine, Anna Karina, Akim Tamiroff.
O agente Lemmy Caution chega a Alphaville, com a missão de destruir a inteligência artificial que comanda a cidade. Em sua única incursão pela ficção-científica, Godard realiza um fascinante tech noir (filme noir futurista).

WEST WORLD – ONDE NINGUÉM TEM ALMA (Westworld, 1973, 89 min.)
De Michael Crichton. Com Yul Brynner, Richard Benjamin, James Brolin.
Dois amigos vão passar férias num parque temático que recria, com robôs, o Velho Oeste. Tudo vai bem até que uma das máquinas sai do controle… O escritor Michael Crichton (“Jurassic Park”) dirigiu esse clássico que deu origem à série de TV.

 

Disco 2

EXISTENZ (Idem, 1999, 97 min.)
De David Cronenberg. Com Jude Law, Jennifer Jason Leigh, Ian Holm.
Perseguida por fanáticos religiosos, uma designer de games de realidade virtual precisa se refugiar no seu revolucionário jogo eXistenZ. Cronenberg mais uma vez explora magistralmente as fronteiras natural/artificial e humano/mecânico.

É PROIBIDO PROCRIAR (Z.P.G., 1972, 95 min.).
De Michael Campus. Com Oliver Reed, Geraldine Chaplin, Don Gordon.
Num futuro distante, o mundo está superpovoado e poluído. Desesperados, os países proíbem nascimentos por 30 anos. Porém, um casal tem um bebê. Interessante distopia inglesa que antecipa “Fuga no Século 23”.

 

Disco 3

A DECADÊNCIA DE UMA ESPÉCIE (The Handmaid’s Tale, 1990, 109 min.)
De Volker Schlöndorff. Com Natasha Richardson, Faye Dunaway, Aidan Quinn.
A poluição tornou 99% da população da Terra estéril. Uma jovem fértil é forçada a servir sexualmente um comandante, que deseja engravidá-la. Primeira adaptação de “O Conto da Aia” (“The Handmaid’s Tale”), de Margaret Atwood.

O DIABO, A CARNE E O MUNDO (The Devil, the Flesh and the World, 1959, 94 min.)
De Ranald MacDougall. Com Harry Belafonte, Inger Stevens, Mel Ferrer.
Após ficar dias preso numa mina devido a um deslizamento, homem descobre, ao sair, que a humanidade foi dizimada por um holocausto nuclear. Com forte comentário racial, este é um dos primeiros filmes pós-apocalípticos do cinema