Posts Tagged ‘Sem Controle’

Versátil – Em breve-Nov/20

27 de novembro de 2020

www.dvdversatil.com.br (Site)

www.versatilhv.com.br (Loja)

Com entrega a partir de 05 de março e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta OBRAS-PRIMAS DO TERROR Vol. 14, caixa em luva reforçada com 3 DVDs que traz 6 clássicos do cinema de horror europeu, com destaque para a inédita versão restaurada do cult “Os Olhos da Cidade São Meus”, do espanhol Bigas Luna, e para uma sessão dupla do mestre tcheco Juraj Herz (“O Cremador”). Inclui mais de duas horas de vídeos extras, entre entrevistas e especiais. Edição Limitada com 6 cards.

 

Disco 1

OS OLHOS DA CIDADE SÃO MEUS (Angustia / Anguish, Espanha, 1987, 85 min.)
De Bigas Luna. Com Zelda Rubinstein, Michael Lerner, Talia Paul.
Uma mãe controladora hipnotiza o filho para que ele saia às ruas para coletar olhos humanos. Criativa obra-prima do horror do diretor espanhol Bigas Luna (“A Teta e a Lua”) com uma grande atuação de Zelda Rubinstein (“Poltergeist”).

O SANGUE DE SATÃ (Escalofrío / Satan’s Blood, Espanha, 1978, 82 min.)
De Carlos Puerto. Com Ángel Aranda, Sandra Alberti, Mariana Karr.
Um jovem casal aceita um convite para passar uma noite numa casa de campo, sem saber que o lugar é um covil de adoradores do diabo. Cult exploitation espanhol que se tornou um clássico da febre satanista dos anos 70.

 

Disco 2

MORGIANA (Idem, Tchecoslováquia, 1972, 101 min.)
De Juraj Herz. Com Ivan Janzurová, Josef Abrhám, Nina Divísková.
Klara e Viktoria são irmãs gêmeas, uma é ingênua e a outra maquiavélica. Quando seu pai morre, Viktoria planeja matar a irmã. Com referências à pintura de Gustav Klimt, este fascinante terror gótico é uma aula de cinema de Juraj Herz.

A BELA E A FERA (Panna a netvor, Tchecoslováquia, 1978, 87 min.)
De Juraj Herz. Com Zdena Studenková, Vlastimil Harapes, Václav Voska.
A filha mais jovem de um mercador é mantida prisioneira por uma misteriosa fera. Nesta versão gótica e sombria do célebre conto de fadas, Herz realiza uma obra-prima do cinema fantástico, no mesmo nível do clássico de Jean Cocteau.

 

Disco 3

ÁGUAS ESCURAS (Dark Waters / Temnye vody, Rússia/Itália, 1993, 92 min.)
De Mariano Baino. Com Louise Salter, Venera Simmons, Mariya Kapnist.
Após a morte do pai, moça viaja para uma ilha isolada para descobrir porque ele enviava dinheiro para o misterioso monastério do local. Coprodução russa e italiana com uma assustadora ambientação lovecraftiana.

O DEMÔNIO SAI À MEIA-NOITE (La plus longue nuit du diable, Bélgica, 1971, 95 min.)
De Jean Brismée. Com Erika Blanc, Jean Servais, Daniel Emilfork.
Viajando em um ônibus, turistas pegam atalho e decidem passar a noite num castelo de uma família de satanistas. Bizarro terror gótico belga com muita violência, sexo, nudez e situações desconcertantes.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais sobre os filmes de Juraj Herz (45 min.), Especiais sobre “Os Olhos da Cidade São Meus” (30 min.), Especiais sobre os outros filmes (52 min.)

 

Com entrega a partir de 05 de março e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta OBRAS-PRIMAS DO TERROR: HORROR JAPONÊS, caixa em luva reforçada com 3 DVDs que traz 6 filmes inéditos do terror japonês, das clássicas histórias de fantasma (kaidan) ao J-horror (horror contemporâneo), incluindo obras de grandes diretores como Masahiro Shinoda, Teruo Ishii, Takashi Miike e Shin’ya Tsukamoto. Uma hora e meia de vídeos extras. Edição Limitada com 6 cards.

 

Disco 1

GEMINI (Soseiji, 1999, 84 min.)
De Shin’ya Tsukamoto. Com Masahiro Motoki, Ryo, Yasutaka Tsutsui.
Tóquio, 1910. A rotina de um médico rico vira de ponta-cabeça com a aparição de seu vingativo irmão gêmeo. No estilo de “Gêmeos – Mórbida Semelhança”, Tsukamoto (“Tetsuo – o Homem de Ferro”) constrói um terror fascinante sobre o duplo, baseando-se em obra do escritor cult Edogawa Rampo, o “Edgar Allan Poe japonês”.

O FANTASMA DE YOTSUYA (Tokaido Yotsuya Kaidan, 1959, 76 min.)
De Nobuo Nakagawa. Com Shigeru Amachi, Noriko Kitazawa, Katsuko Wakasugi.
Uma mulher traída pelo marido, um ronin, morre e volta para assombrá-lo. Dirigida pelo mestre do terror clássico japonês, Nobuo Nakagawa (“Inferno”), esta é a melhor das inúmeras versões cinematográficas da mais célebre história de fantasma nipônica (kaidan).

 

Disco 2

A FELICIDADE DOS KATAKURIS (Katakuri-ke no kofuku, 2001, 113 min.)
De Takashi Miike. Com Kenji Sawada, Keiko Matsuzaka, Shinji Takeda.
A família Katakuri abre uma pousada nas montanhas. Infelizmente, o seu primeiro hóspede comete suicídio e eles decidem enterrá-lo no quintal. Absurda mistura de comédia, terror e musical de Takashi Miike, o polêmico diretor de “Audição” e “13 Assassinos”.

O HORROR DOS HOMENS DEFORMADOS (Kyofu kikei ningen: Edogawa Rampo zenshu, 1969, 100 min.)
De Teruo Ishii. Com Teruo Yoshida, Yukie Kagawa, Teruko Yumi.
Após fugir de um hospício, estudante de medicina acaba numa ilha governada por um cientista louco e seus homens deformados. Com ecos de “A Ilha do Dr. Moreau”, de H.G. Wells, o filme traz toda a originalidade de Teruo Ishii, o mestre do exploitation japonês. Baseado em livro de Edogawa Rampo.

 

Disco 3

SOB AS CEREJEIRAS EM FLOR (Sakura no mori no mankai no shita, 1975, 95 min.)
De Masahiro Shinoda. Com Tomisaburo Wakayama, Shima Iwashita, Hiroko Isayama.
Um bandido captura uma bonita, mas manipuladora mulher da cidade para ser sua esposa, e ele não medirá esforços para satisfazer todas as suas vontades. Uma obra-prima do horror filmada magistralmente pelo mestre Masahiro Shinoda (“Flor Seca”).

A MULHER DA NEVE (Kaidan yukijoro, 1968, 80 min.)
De Tokuzo Tanaka. Com Shiho Fujimura, Akira Ishihama, Machiko Hasegawa.
A vida de um escultor e de seu aprendiz muda para sempre quando encontram uma bruxa numa tempestade de neve. Takuzo Tanaka (“A Traição”), que foi assistente de Kenji Mizoguchi em “Contos da Lua Vaga”, baseou-se num dos contos do livro “Kwaidan”, de Lafcadio Hearn, que deu origem ao clássico homônimo de Masaki Kobayashi.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais, depoimentos e trailers dos filmes (100 min.)

 

Com entrega a partir de 05 de março e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta CINEMA EXPLOITATION vol. 2, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 4 clássicos inéditos do cinema apelativo japonês em versões sem cortes restauradas, incluindo dois cult-movies que inspiraram o diretor Quentin Tarantino em “Kill Bill”: “Sexo e Fúria” (1973) e “A Maldição da Mulher Cega” (1970), com as estrelas Reiko Ike e Meiko Kaji. Quase uma hora e meia de extras, incluindo especiais e entrevistas. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

ESCOLA DA BESTA SAGRADA (Seiju gakuen, 1974, 91 min.)
De Norifumi Suzuki. Com Yumi Takigawa, Emiko Yamauchi, Yayoi Watanabe.
Para investigar a estranha morte de sua mãe, jovem desiludida entra para um convento comandado por freiras hipócritas e perversas. Clássico absoluto do subgênero “nunsploitation” no estilo de “Os Demônios” e “Satânico Pandemonium”, com muito erotismo, violência e cenas polêmicas.

A MALDIÇÃO DA MULHER CEGA (Hichirimen bakuto – Nobarydu takahada, 1970, 85 min.)
De Teruo Ishii. Com Meiko Kaji, Hoki Tokuda, Makoto Sato.
O chefão de um clã Yakuza está sendo perseguido por uma misteriosa e vingativa mulher cega. A famosa atriz Meiko Kaji, de “Lady Snowblood”, brilha neste longo maluco do mestre Ishii que mistura filme de Yakuza, história de fantasma (kaidan) e erotismo.

 

Disco 2

SEXO E FÚRIA (Furyo anego den: Inoshika Ocho, 1973, 85 min.)
De Norifumi Suzuki. Com Reiko Ike, Christina Lindberg, Akemi Negishi.
Durante a Era Meiji, uma jogadora chamada Ocho jura vingança contra os mafiosos que mataram o seu pai. Pequena obra-prima do estilo “pinky violence”, que acrescenta muita nudez e sexo à violência sanguinária dos filmes de Yakuza. Participação da musa exploitation sueca Christina Lindberg (“Thriller: um filme cruel”).

BOHACHI: O CLÃ DOS OITO ESQUECIDOS (Poruno jidaigeki: Bohachi bushido, 1973, 81 min.)
De Teruo Ishii. Com Tetsuro Tanba, Goro Ibuki, Tatsuo Endo.
Um ronin niilista (Tetsuro Tanba, de “Harakiri”) é resgatado pelo clã Bohachi, que cuida dos bordéis de Tóquio. Baseando-se em um mangá de Kazuo Koike (“Lobo Solitário”), o mestre de Teruo Ishii realiza um excelente filme exploitation de samurai, com muita violência, sexo e nudez.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais sobre os filmes (80 min.)

 

Com entrega a partir de 18 de março e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta VAMPIROS NO CINEMA vol. 5, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 4 inéditos filmes de vampiro em língua espanhola, incluindo o grande clássico mexicano “O Morcego” (“El vampiro”, 1957), que traz a primeira aparição de um vampiro com presas na história do cinema. Quase uma hora de vídeos extras, incluindo especiais sobre as produções. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

O MORCEGO (El vampiro, 1957, México, 85 min.)
De Fernando Méndez. Com Abel Salazar, Germán Robles. Ariadne Welter.
Ao voltar para casa, após anos de ausência, jovem encontra sua família sob a influência do sinistro Conde Lavud. Um antes de “O Vampiro da Noite” da Hammer, com Christopher Lee, o mexicano Germán Robles já mostrava os dentes neste influente terror gótico mexicano.

O ATAÚDE DO VAMPIRO (El ataúd del vampiro, 1958, México, 85 min.)
De Fernando Méndez. Com Abel Salazar, Ariadne Welter, Germán Robles.
Também dirigida por Fernando Méndez (“Mistérios de Além-Túmulo”, de “Obras-Primas do Terror: Horror Mexicano”), esta continuação de “O Morcego” retoma a história a partir do fim do original. Com mais humor e muita atmosfera, “O Ataúde do Vampiro” é um ótimo filme vampiresco.

 

Disco 2

A FORÇA DO DIABO (Ceremonia sangrienta, 1973, Espanha, 88 min.)
De Jorge Grau. Com Lucia Bosè, Espartaco Santoni, Ewa Aulin.
Uma condessa descobre que o sangue de donzelas pode temporariamente restaurar sua juventude e beleza. Jorge Grau, o diretor de “Não se Deve Profanar o Sono do Mortos”, nos conta sua versão da lenda de Elizabeth Báthory, a “condessa de sangue”, interpretada pela talentosa atriz italiana Lucia Bosè, que trabalhou com Antonioni e Fellini.

O GRANDE AMOR DE CONDE DRÁCULA (El gran amor del Conde Drácula, 1973, Espanha, 83 min.)
De Javier Aguirre. Com Paul Naschy, Rosanna Yanni, Haydée Politoff.
Quatro mulheres e um homem passam a noite num sanatório abandonado, sem ligar para as lendas locais sobre um suposto vampiro. O astro maior do terror espanhol Paul Naschy (“Inquisição”, “O Andarilho”), famoso por viver o lobisomem Waldemar Daninsky na série do “el hombre lobo”, brilha no papel de Drácula.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais sobre os filmes (46 min.)

 

Com entrega a partir de 18 de março e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta GIALLO vol. 10, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 4 clássicos inéditos do gênero. Este décimo volume da coleção é dedicado aos “sexy gialli” da década de 1960, todos estrelados pela atriz Carroll Baker (“Da Terra Nascem os Homens”), a musa maior desta importante vertente do suspense sangrento à italiana. Uma hora de extras, incluindo especiais sobre os filmes. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

O DOCE CORPO DE DEBORAH (Il dolce corpo di Deborah, 1968, 96 min.)
De Romolo Guerrieri. Com Carroll Baker, Jean Sorel, Evelyn Stewart.
Um casal recém-casado volta à cidade natal do marido, mas ele é acusado de ser responsável pela morte de uma ex-namorada. Em seu primeiro e influente sexy giallo, Baker brilha ao lado do galã Jean Sorel (“A Breve Noite das Bonecas de Vidro”).

O LOUCO DESEJO (Orgasmo, 1969, 97 min.)
De Umberto Lenzi. Com Carroll Baker, Lou Castel, Colette Descombes.
Pouco após a morte do marido, uma viúva rica e solitária chega à Itália, onde se envolve com dois jovens. Pequena obra-prima do giallo que marca o início da parceria de Baker com o diretor Umberto Lenzi (“Sete Orquídeas Manchadas de Sangue”, “Quase Humano”).

 

Disco 2

TÃO DOCE QUANTO PERVERSA (Così dolce… così perversa, 1969, 93 min.)
De Umberto Lenzi. Com Carroll Baker, Jean-Louis Trintignant, Erika Blanc.
Jean vive num prédio antigo de Roma com a esposa, mas fica obcecado pela nova vizinha. É o início de um jogo mortal de sedução. Giallo com forte apelo erótico e cativante atuação do ator francês Jean-Louis Trintignant (“A Fraternidade É Vermelha”).

OS AMBICIOSOS INSACIÁVEIS (Paranoia, 1970, 96 min.)
De Umberto Lenzi. Com Carroll Baker, Jean Sorel, Luis Dávila.
Após sofrer um violento acidente, uma piloto profissional se hospeda na casa do ex-marido, e se vê envolvida em um plano diabólico pela nova esposa dele. Baker volta a contracenar com Jean Sorel em mais um ótimo giallo de Lenzi.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais sobre os filmes (64 min.)

 

Versátil – Lançamentos-Nov/20

27 de novembro de 2020

www.dvdversatil.com.br (Site)

www.versatilhv.com.br (Loja)

A Versátil apresenta “Shaft: A Trilogia Clássica”, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne a inédita versão restaurada de “Shaft” (1971), o cult-movie mais popular da Blaxploitation, e, pela primeira vez no Brasil, suas duas sequências originais com o ator Richard Roundtree: “O Grande Golpe de Shaft” (1972) e “Shaft na África” (1973), além de duas horas e meia de extras, incluindo um dos episódios da série de TV do personagem. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

SHAFT (Idem, 1971, 100 min.)
De Gordon Parks. Com Richard Roundtree, Moses Gunn, Charles Cioffi.
Harlem, início dos anos 70. John Shaft, um detetive negro durão, é contratado por um traficante para resgatar sua filha, que foi sequestrada por um rival. Um dos primeiros filmes da Blaxploitation, o vibrante cinema negro norte-americano dos anos 70, Shaft se tornou um cult-movie instantâneo com duas continuações, uma série de TV e dois remakes. Oscar de Melhor Música (a sensacional “Theme from Shaft”, de Isaac Hayes).

 

Disco 2

O GRANDE GOLPE DE SHAFT (Shaft’s Big Score!, 1972, 105 min.)
De Gordon Parks. Com Richard Roundtree, Moses Gunn, Drew Bundini Brown.
Com o mesmo diretor do primeiro Shaft, essa continuação tem ainda mais ação. Desta vez, Shaft vai atrás do assassino de um velho amigo seu. E, mais uma vez, se vê envolvido em uma violenta guerra de gangues.

SHAFT NA ÁFRICA (Shaft in Africa, 1973, 112 min.)
De John Guillermin. Com Richard Roundtree, Frank Finlay, Vonetta McGee.
No último filme da trilogia, Shaft é convencido a voar para a África para ajudar a desmontar uma quadrilha de traficantes especializados em levar migrantes africanos para a Europa e depois explorá-los como escravos.

 

VÍDEOS EXTRAS: “Shaft: o Assassinato” (“Shaft: The Killing”, 1973, episódio de TV, 73 min.), Documentário sobre Blaxploitation, com destaque para as músicas de Isaac Hayes para “Shaft” e Curtis Mayfield para “Super Fly” (58 min.), Featurette sobre “Shaft” (11 min.), Trailers de cinema (9 min.)

 

A Versátil apresenta OZPLOITATION – CULTS AUSTRALIANOS, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 3 inéditos e aclamados cult-movies produzidos na Austrália entre as décadas de 70 e 80, todos em versões restauradas acompanhadas de mais de duas horas de vídeos extras, incluindo depoimentos e especiais. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

A LONGA CAMINHADA (Walkabout, 1971, 101 min.)
De Nicolas Roeg. Com Jenny Agutter, David Gulpilil, Luc Roeg.
Duas crianças da cidade são abandonadas no outback (o deserto australiano) pelo pai. Sozinhas, elas contarão com a ajuda de um menino aborígene, que passa pelo ritual de separação de sua tribo. Com belíssima fotografia do próprio diretor (Nicolas Roeg, de “Inverno de Sangue em Veneza”) e ótima trilha de John Barry, essa poética obra-prima é uma marco da Nova Onda Australiana (Australian New Wave).

 

Disco 2

PELOS CAMINHOS DO INFERNO (Wake in Fright, 1971, 109 min.)
De Ted Kotcheff. Com Donald Pleasence, Gary Bond, Chips Rafferty.
Após perder aposta, professor fica perdido em uma escaldante cidade no deserto, repleta de homens bêbados, loucos e violentos. Dirigido por Ted Kotcheff (“Rambo”), este influente cult-movie é um magnífico estudo sobre a bestialização do homem.

ENIGMA NA ESTRADA (Road Games, 1981, 100 min.)
De Richard Franklin. Com Stacy Keach, Jamie Lee Curtis, Marion Edward.
Nas solitárias estradas da Austrália, um caminhoneiro entra num jogo de gato-e-rato com um misterioso serial killer de mulheres. Muito bem dirigido por Richard Franklin (“Patrick”), este thriller hitchcockiano tem ecos de “Encurralado”.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais sobre “A Longa Caminhada” (47 min.), Especiais sobre “Pelos Caminhos do Inferno” (38 min.), Especiais sobre “Enigma na Estrada” (46 min.)

 

A Versátil apresenta A ARTE DE PETER GREENAWAY, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne três longas-metragens fundamentais do visionário diretor e artista inglês Peter Greenaway (“O Livro de Cabeceira”) em inéditas versões restauradas. Quase duas horas de vídeos extras, incluindo documentários e entrevistas. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

AFOGANDO EM NÚMEROS (Drowning by Numbers, 1988, 118 min.)
Com Bernard Hill, Joan Plowright, Juliet Stevenson.
Cansada das traições do marido, mulher decide afogá-lo. Suas filhas, também insatisfeitas em seus casamentos, decidem seguir o exemplo da mãe. Com belíssima música minimalista de seu colaborador habitual Michael Nyman, Greenaway mescla humor negro e tragédia em um fascinante banquete visual repleto de referências à história da arte e de números espalhados ao longo da narrativa. Prêmio de Contribuição Artística no Festival de Cannes.

 

Disco 2

O CONTRATO DO AMOR (The Draughtsman’s Contract, 1982, 107 min.)
Com Anthony Higgins, Janet Suzman, Anne-Louis Lambert.
Nesta fábula sobre sexo e relações de poder ambientada na Inglaterra do final do século XVIII, um artista é empregado por uma nobre para que execute uma série desenhos de sua propriedade. Primeiro longa de ficção de Greenaway.

ZOO – UM Z E DOIS ZEROS (A Zed & Two Noughts, 1985, 116 min.)
Com Brian Deacon, Eric Deacon, Andréa Ferréol.
Dois zoólogos gêmeos perdem as esposas num acidente e passam a ficar obcecados com animais em decomposição. Pintura, literatura, fotografia, vídeo e música se fundem nesse filme absurdo, que oscila entre o grotesco e o belo.

 

A Versátil apresenta A ARTE DE PAUL VERHOEVEN, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne três obras-primas da fase holandesa do polêmico diretor Paul Verhoeven (“Robocop”, “Instinto Selvagem”) em inéditas versões restauradas. Quase duas horas de vídeos extras, incluindo documentários sobre a carreira do cineasta e comentário em áudio para “O Quarto Homem”. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

SEM CONTROLE (Spetters, 1980, 123 min.)
Com Hans van Tongeren, Renée Soutendijk, Toon Agterberg.
Três jovens que querem ser profissionais do motocross apaixonam-se por uma mulher que, com seu irmão, vende cachorros quentes nas corridas. Excelente filme sobre a juventude holandesa e sua liberdade sexual, sonhos e o confronto com a cruel realidade cotidiana. Um dos filmes seminais da fase holandesa de Verhoeven.

 

Disco 2

O QUARTO HOMEM (De Vierde Man, 1983, 102 min.)
Com Jeroen Krabbé, Renée Soutendijk, Thom Hoffman.
Gerard Reve, um escritor bissexual e alcoólatra, acaba se envolvendo com Christine, uma loira sedutora, e se apaixona pelo namorado dela. Com toques de surrealismo, esta é a obra-prima mais visceral da fase holandesa do diretor.

LOUCA PAIXÃO (Turks Fruit, 1973, 108 min.)
Com Rutger Hauer, Monique van de Ven, Tonny Huurdeman.
O encontro casual de Olga e Eric acaba se tornando uma paixão incontrolável, que os coloca contra todas as convenções sociais. Fugindo de clichês, este romance libertário, cru e subversivo é outro filme fascinante de Verhoeven.

 

VÍDEOS EXTRAS: Documentário sobre o diretor (47 min.), Especiais sobre “Sem Controle” (67 min.) Comentários em áudio de Paul Verhoeven para “O Quarto Homem” (108 min.)

 

Versátil – Em breve 2-Jul/20

28 de julho de 2020

www.dvdversatil.com.br (Site)

www.versatilhv.com.br (Loja)

Com entrega a partir de 05 de novembro e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta “Shaft: A Trilogia Clássica”, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne a inédita versão restaurada de “Shaft” (1971), o cult-movie mais popular da Blaxploitation, e, pela primeira vez no Brasil, suas duas sequências originais com o ator Richard Roundtree: “O Grande Golpe de Shaft” (1972) e “Shaft na África” (1973), além de duas horas e meia de extras, incluindo um dos episódios da série de TV do personagem. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

SHAFT (Idem, 1971, 100 min.)
De Gordon Parks. Com Richard Roundtree, Moses Gunn, Charles Cioffi.
Harlem, início dos anos 70. John Shaft, um detetive negro durão, é contratado por um traficante para resgatar sua filha, que foi sequestrada por um rival. Um dos primeiros filmes da Blaxploitation, o vibrante cinema negro norte-americano dos anos 70, Shaft se tornou um cult-movie instantâneo com duas continuações, uma série de TV e dois remakes. Oscar de Melhor Música (a sensacional “Theme from Shaft”, de Isaac Hayes).

 

Disco 2

O GRANDE GOLPE DE SHAFT (Shaft’s Big Score!, 1972, 105 min.)
De Gordon Parks. Com Richard Roundtree, Moses Gunn, Drew Bundini Brown.
Com o mesmo diretor do primeiro Shaft, essa continuação tem ainda mais ação. Desta vez, Shaft vai atrás do assassino de um velho amigo seu. E, mais uma vez, se vê envolvido em uma violenta guerra de gangues.

SHAFT NA ÁFRICA (Shaft in Africa, 1973, 112 min.)
De John Guillermin. Com Richard Roundtree, Frank Finlay, Vonetta McGee.
No último filme da trilogia, Shaft é convencido a voar para a África para ajudar a desmontar uma quadrilha de traficantes especializados em levar migrantes africanos para a Europa e depois explorá-los como escravos.

 

VÍDEOS EXTRAS: “Shaft: o Assassinato” (“Shaft: The Killing”, 1973, episódio de TV, 73 min.), Documentário sobre Blaxploitation, com destaque para as músicas de Isaac Hayes para “Shaft” e Curtis Mayfield para “Super Fly” (58 min.), Featurette sobre “Shaft” (11 min.), Trailers de cinema (9 min.)

 

Com entrega a partir de 05 de novembro e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta OZPLOITATION – CULTS AUSTRALIANOS, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 3 inéditos e aclamados cult-movies produzidos na Austrália entre as décadas de 70 e 80, todos em versões restauradas acompanhadas de mais de duas horas de vídeos extras, incluindo depoimentos e especiais. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

A LONGA CAMINHADA (Walkabout, 1971, 101 min.)
De Nicolas Roeg. Com Jenny Agutter, David Gulpilil, Luc Roeg.
Duas crianças da cidade são abandonadas no outback (o deserto australiano) pelo pai. Sozinhas, elas contarão com a ajuda de um menino aborígene, que passa pelo ritual de separação de sua tribo. Com belíssima fotografia do próprio diretor (Nicolas Roeg, de “Inverno de Sangue em Veneza”) e ótima trilha de John Barry, essa poética obra-prima é uma marco da Nova Onda Australiana (Australian New Wave).

 

Disco 2

PELOS CAMINHOS DO INFERNO (Wake in Fright, 1971, 109 min.)
De Ted Kotcheff. Com Donald Pleasence, Gary Bond, Chips Rafferty.
Após perder aposta, professor fica perdido em uma escaldante cidade no deserto, repleta de homens bêbados, loucos e violentos. Dirigido por Ted Kotcheff (“Rambo”), este influente cult-movie é um magnífico estudo sobre a bestialização do homem.

ENIGMA NA ESTRADA (Road Games, 1981, 100 min.)
De Richard Franklin. Com Stacy Keach, Jamie Lee Curtis, Marion Edward.
Nas solitárias estradas da Austrália, um caminhoneiro entra num jogo de gato-e-rato com um misterioso serial killer de mulheres. Muito bem dirigido por Richard Franklin (“Patrick”), este thriller hitchcockiano tem ecos de “Encurralado”.

 

VÍDEOS EXTRAS: Especiais sobre “A Longa Caminhada” (47 min.), Especiais sobre “Pelos Caminhos do Inferno” (38 min.), Especiais sobre “Enigma na Estrada” (46 min.)

 

Com entrega a partir de 20 de novembro e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta A ARTE DE PETER GREENAWAY, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne três longas-metragens fundamentais do visionário diretor e artista inglês Peter Greenaway (“O Livro de Cabeceira”) em inéditas versões restauradas. Quase duas horas de vídeos extras, incluindo documentários e entrevistas. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

AFOGANDO EM NÚMEROS (Drowning by Numbers, 1988, 118 min.)
Com Bernard Hill, Joan Plowright, Juliet Stevenson.
Cansada das traições do marido, mulher decide afogá-lo. Suas filhas, também insatisfeitas em seus casamentos, decidem seguir o exemplo da mãe. Com belíssima música minimalista de seu colaborador habitual Michael Nyman, Greenaway mescla humor negro e tragédia em um fascinante banquete visual repleto de referências à história da arte e de números espalhados ao longo da narrativa. Prêmio de Contribuição Artística no Festival de Cannes.

 

Disco 2

O CONTRATO DO AMOR (The Draughtsman’s Contract, 1982, 107 min.)
Com Anthony Higgins, Janet Suzman, Anne-Louis Lambert.
Nesta fábula sobre sexo e relações de poder ambientada na Inglaterra do final do século XVIII, um artista é empregado por uma nobre para que execute uma série desenhos de sua propriedade. Primeiro longa de ficção de Greenaway.

ZOO – UM Z E DOIS ZEROS (A Zed & Two Noughts, 1985, 116 min.)
Com Brian Deacon, Eric Deacon, Andréa Ferréol.
Dois zoólogos gêmeos perdem as esposas num acidente e passam a ficar obcecados com animais em decomposição. Pintura, literatura, fotografia, vídeo e música se fundem nesse filme absurdo, que oscila entre o grotesco e o belo.

 

Com entrega a partir de 20 de novembro e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta A ARTE DE PAUL VERHOEVEN, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne três obras-primas da fase holandesa do polêmico diretor Paul Verhoeven (“Robocop”, “Instinto Selvagem”) em inéditas versões restauradas. Quase duas horas de vídeos extras, incluindo documentários sobre a carreira do cineasta e comentário em áudio para “O Quarto Homem”. Edição Limitada com 4 cards.

 

Disco 1

SEM CONTROLE (Spetters, 1980, 123 min.)
Com Hans van Tongeren, Renée Soutendijk, Toon Agterberg.
Três jovens que querem ser profissionais do motocross apaixonam-se por uma mulher que, com seu irmão, vende cachorros quentes nas corridas. Excelente filme sobre a juventude holandesa e sua liberdade sexual, sonhos e o confronto com a cruel realidade cotidiana. Um dos filmes seminais da fase holandesa de Verhoeven.

 

Disco 2

O QUARTO HOMEM (De Vierde Man, 1983, 102 min.)
Com Jeroen Krabbé, Renée Soutendijk, Thom Hoffman.
Gerard Reve, um escritor bissexual e alcoólatra, acaba se envolvendo com Christine, uma loira sedutora, e se apaixona pelo namorado dela. Com toques de surrealismo, esta é a obra-prima mais visceral da fase holandesa do diretor.

LOUCA PAIXÃO (Turks Fruit, 1973, 108 min.)
Com Rutger Hauer, Monique van de Ven, Tonny Huurdeman.
O encontro casual de Olga e Eric acaba se tornando uma paixão incontrolável, que os coloca contra todas as convenções sociais. Fugindo de clichês, este romance libertário, cru e subversivo é outro filme fascinante de Verhoeven.

 

VÍDEOS EXTRAS: Documentário sobre o diretor (47 min.), Especiais sobre “Sem Controle” (67 min.) Comentários em áudio de Paul Verhoeven para “O Quarto Homem” (108 min.)

 

Com entrega a partir de 30 de novembro e venda exclusiva (www.versatilhv.com.br), a Versátil apresenta STARGATE – A CHAVE PARA O FUTURO DA HUMANIDADE, o cult-movie de Roland Emmerich (“Independence Day”) em uma Edição Definitiva Limitada, que traz esse clássico de ficção científica em um disco Blu-ray com 2 versões, a estendida do diretor – esta com comentários em áudio do diretor e do roteirista/produtor Dean Devlin, e a versão de cinema, um disco DVD com duas horas de vídeos extras, incluindo documentários e especiais, além de um pôster e dois cards exclusivos para colecionadores.

Um egiptólogo é convidado para trabalhar numa base secreta e lá se vê diante de um anel de 30 metros coberto de hieróglifos, que se revela um portal estelar para um novo mundo. É o começo de uma aventura inimaginável.

 

Disco 1 – Blu-ray

– Versão estendida do diretor (130 min.)
– Versão de cinema (121 min.)

Disco 2 – Dvd

– Making of (52 min.)
– Featurette sobre “Stargate” (22 min.)
– Existe um Stargate? (12 min.)
– Outros especiais e trailer (36 min.)